O que é preciso para alugar um imóvel?

Aqui você encontrará 7 dicas do que é preciso para alugar um imóvel. Se sabe que fazer um contrato de locação pode gerar algumas dores de cabeça durante sua estadia, por isso, damos algumas dicas de como proceder para evitar qualquer problema.

1. Escolha da região

Saiba que os aluguéis acompanharam a valorização imobiliária, é preciso levar em consideração para que se escolha a região que mais se adeque a seu bolso. Lembrando, que para qualidade de vida, é aconselhável sempre estar em um imóvel próximo ao seu trabalho, para evitar o stress de trânsito.

2. Saiba o que cabe no seu bolso

Faça as contas para ver o quanto realmente pode pagar, lembre-se que ser apartamento, deverá contar também com as despesas de condomínio. Esse valor, deverá estar dentro do seu orçamento familiar.

3. Escolha entre as modalidades: seguro fiança bancária, fiador ou calção locatícia?

Hoje em dia, a grande maioria dos proprietários preferem seguro fiança, pois é mais seguro. Mas vou explicar o que seria cada uma das modalidades, abaixo:

Calção locatícia: O locatário paga adiantado ao locador o valor de 3 aluguéis, que será devolvido a ele após o término do contrato, corrigido pelo índice da poupança.

Fiador: Deve ter escritura de imovel quitado e geralmente a exigência é que seja do mesmo Estado que está sendo feita a locação.

Seguro fiança bancária: É feita através de um banco de confiança do locador, é pago o valor de um aluguel a mais ao banco, que será retido como segurança e não será devolvido ao locador após o término de contrato.

4. Visite o imóvel

É recomendável que seja feita mais de uma vez em horários diferentes do dia. Fique atento a tudo que pode passar desapercebido na visita. Se possível converse com moradores do prédio ou região, porteiros e funcionários para conhecer melhor a rotina de onde você escolheu para morar.

Já no apartamento, fique atento se não há vazamentos, o horário que o sol bate mais forte,  se não há nada entupido, se as torneiras funcionam bem, se os móveis não estão com cupim, etc. Se for em condomínio fique atento também as regras em relação aos animais, salão de festas, uso das áreas comuns, salão de jogos, fitness e outros. Não deixe de tirar suas dúvidas para que não tenha surpresas.

5. Vistoria do Imóvel

Assim que for escolhido o imóvel e fechado o contrato, será feita uma vistoria inicial, onde será listado uma série de itens que ficarão no imóvel, assim como condições do imóvel. É aconselhável, pedir para acompanhar essa vistoria para que não passe nada desapercebido, pois o que não for listado e houver danos, será de inteira responsabilidade do locador.

6. Fechamento do negócio

Chegou finalmente a hora de fechar o negócio, agora é preciso ficar atento as documentações necessárias. É necessário o locatário estar em ordem com nome e já ter em mãos o tipo de modalidade que será utilizado e deverá passar a imobiliária ou corretor responsável os itens abaixo:

Locatário – Pessoa Física

RG e CPF, cópia autenticada

Comprovante de rendimentos (3 últimos holerites), cópia autenticada

Se profissional liberal apresentar o Decore com rendimentos dos último 3 meses

Declaração do Imposto de Renda

Comprovante de residência

 Fiador:
- Do imóvel

Certidão do Registro de Imóveis (atualizada 30 dias), original ou cópia autenticada

Da Pessoa Física

RG e CPF (do casal se for o caso), cópia autenticada

Declaração do Imposto de Renda

Comprovante de residência

 Locatário – Pessoa Jurídica

Contrato social da empresa e últimas alterações

CNPJ, comprovante da situação cadastral

RG e CPF, diretores ou responsável pela empresa

Declaração do Imposto de Renda

Declaração do Imposto de Renda dos sócios 

Fiador – Pessoa Jurídica

Contrato social da empresa e última alteração

Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (cartão CNPJ)

RG e CPF, diretores ou responsável pela empresa

Balancete anual de rendimentos de Pessoa Jurídica

7. Contrato

É importante saber o que deve conter no contrato antes de assiná-lo. Abaixo encaminho algumas informações importantes que devem existir no contrato.

- Dados pessoais do locador e locatário e dados do fiador (se houver)

- Descrição e endereço do imóvel que está sendo locado.

- Valor do aluguel, condomínio e IPTU, índice de reajuste, assim como periodicidade deste que deverá ocorrer anualmente.

- Local onde os pagamentos deverão ser efetuados.

- Garantia apresentada pelo locatário entre as modalidades: seguro fiança bancária, fiador ou calção locatícia.

- Cláusula que conste as despesas que ficarão a cargo do locatário, como, por exemplo, o IPTU, taxas, etc.

- Tipo de imóvel: comercial ou residencial.

- Período de vigência do contrato que, normalmente, o prazo mínimo é de 30 meses. 

- Cláusula identificando a vistoria com descrição detalhada do estado de conservação do imóvel

- O contrato deverá ser firmado e assinado pelas três partes (locatário, locador e corretor ou imobiliária), de preferência por mais duas testemunhas.

 

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*